São Domingos

A Fazenda é domingos município de Fátima – Bahia, comunidade de pessoas humildes, segundo informações de alguns moradores, antes era muito difícil a situação das pessoas que aqui moravam , não tinha energia, as estradas eram de difícil acesso,com tempo as coisas foram melhorando hoje o  são domingos é um lugar que tem bares, igreja escola, posto de saúde, local apropriado para diversos eventos.O São Domingos é um local em que todos vivem em harmonia, onde todos ajudam uns aos outros. O Colégio São Domingos foi fundado em 1987 por João Maria, é uma escola com algumas salas e uma cozinha, dois banheiros. Localizada no São Domingos a 11 km de Fátima, terra essa doada por Antônio Faustino. O posto é localizado do lado da escola, e foi construído pela própria comunidade. Desde quando surgiu a equipe médica do PSF, que realizava as consultas na igreja da própria comunidade, depois passou para o grupo escolar, só que era o local apropriado para consultas. E foi daí que os agentes de a saúde se uniram com a comunidade e construíram o posto de saúde comunitário com dois quartos para enfermeira e o médico, um banheiro, e um quarto para dar as medicações como vacinas, consultas.A economia e baseada na agricultura,  com plantações de milho e feijão ,  onde as pessoas plantam em seus próprios terrenos ou em área de terrenos arrendados,

 

 

 

 

 

 

A IGREJA NOSSA SENHORA DA SAÚDE  DA COMUNIDADE SÃO DOMINGOS situada próximo ao colégio local .

historia da igreja (em breve)

Mensagem a  você que está sofrendo com algum tipo de DOENÇA, peça ajuda à NOSSA SENHORA DA SAÚDE. Esta Santa é a Protetora dos Enfermos. Em todo o mundo, milhões de pessoas conseguem auxílio através de Nossa Senhora da Saúde para pedir seu pronto restabelecimento a N. S. Jesus Cristo. .

ORAÇÃO -Virgem Puríssima, que sois a Saúde dos Enfermos, o Refúgio dos Pecadores, a Consoladora dos Aflitos e a Despenseira de todas as graças, na minha fraqueza e no meu desânimo apelo hoje, para os tesouros da vossa divina misericórdia e bondade e atrevo-me a chamar-vos pelo doce nome de Mãe. Sim, ó Mãe, atendei-me em minha enfermidade, dai-me a saúde do corpo para que possa cumprir os meus deveres com ânimo e alegria, e com a mesma disposição sirva a vosso Filho Jesus e agradeça a vós, Saúde dos Enfermos. Nossa Senhora da Saúde, rogai por nós. Amém.

História de Nossa Senhora da Saúde

 Tradicionalmente invocada pelos doentes (como afirma o Padre António Vieira no seu Sermão do Nascimento da Mãe de Deus: «Perguntai aos enfermos para que nasce esta celestial Menina, dir-vos-ão que nasce para Senhora da Saúde […]»), tornou-se particularmente cultuada a partir dos finais do século XVI, sendo-lhe atribuída a intervenção miraculosa que levou ao fim de vários surtos de peste ocorridos em Portugal. Em sua honra, nas povoações libertas do flagelo, foram-lhe erigidas igrejas ou dedicadas velhas capelas preexistentes. Assim, o primeiro surto, ocorrido em Lisboa no reinado de D. Sebastião, em 1568, atingiu o seu ponto máximo no Verão do ano seguinte; ante a elevada mortandade (que levou mesmo a que o rei pedisse ao tio Filipe II de Espanha que enviasse médicos para Portugal, para auxiliar no combate à doença), a população da capital começou a organizar procissões em honra da Virgem, para que por sua intercessão pudesse cessar a peste. Tendo a mortalidade decrescido até ao começo da Primavera seguinte, o povo agradecido passou a celebrar anualmente uma procissão em honra de Maria, sob a invocação de Nossa Senhora da Saúde, no 1.º Domingo de Maio (salvo raras excepções). A imagem protectora foi depositada na Igreja do Colégio de Jesus, tendo mais tarde sido transferida, em 1662, para a pequena Capela de Nossa Senhora da Saúde e de São Sebastião da Mouraria, na freguesia de Santa Justa, próxima ao Rossio. A sua procissão é amplamente concorrida todos os anos.Um novo surto da doença, em 1599, tornou mais visível a devoção pela Senhora da Saúde. A pestilência era tão intensa que muitas pessoas fugiam da capital para os arredores, em busca de ares mais saudáveis. Foi nesse contexto que, por exemplo, nasceu a devoção à Senhora da Saúde na povoação de Montemor, em Loures, onde logo foi erguida uma capela à santa (Capela de Nossa Senhora da Saúde de Montemor). Do mesmo modo, também nessa altura, em Sacavém, nos arredores da capital, foi encontrada uma imagem de Maria com o Menino nos braços que, invocada como Nossa Senhora da Saúde, se diz ter feito cessar a peste; a imagem foi depositada na Capela de Santo André aí existente, passando a ser todos os anos magnificamente cultuada com uma grandiosa procissão no primeiro fim-de-semana de Setembro.Em Vila Fresca de Azeitão (Concelho de Setúbal) também se venera Nossa Senhora da Saúde e se realiza uma Procissão integrada na Festa dedicada a Nossa Senhora da Saúde. Esta festa realiza-se anualmente no fim de semana mais próximo do dia 8 de Setembro e realiza-se desde 1723 na sequência de uma peste que ameaçou aquela região no Verão de 1723.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *