CLÍNICAS E LABORATÓRIOS

INFORMAÇÕES SOBRE CLÍNICAS E  LABORATÓRIOS

Clínica

Exame laboratorial é ao conjunto de exames e testes realizados a pedido do médico, realizados em laboratórios de análise clínica, visando um diagnóstico ou confirmação para uma patologia ou para um check-up (exame de rotina). As análises clínicas são executaspor farmacêuticosbiomédicos, bioquímicos e médicos.. Estes profissionais são supervisionados e tem seu trabalho validado pelo responsável técnico legal pelo laboratório clínico (RT no Brasil). A fiscalização do laboratório fica a cargo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária e dos técnicos de nível superior por seus respectivos conselhos profissionais. No caso dos profissionais Bioquímicos (não confundir com farmacêutico-bioquímico, no Brasil), o Decreto nº 85.877, de 7 de abril de 1981, determina a direção,supervisão, programação, coordenação, orientação e responsabilidade técnica no âmbito das respectivas atribuições com relação aos ramos da química ligados a bioquímica, toxicologia e química clínica (artigos 1 e 4 b,c). O artigo 4 afirma explicitamente:a)laboratórios de análises que realizem exames de caráter químico, físico-químico, químico-biológico, fitoquímico, bromatológico, químico-toxicológico, sanitário e químico legal;b) órgãos ou laboratórios de análises clínicas ou de saúde pública ou a seus departamentos especializados, no âmbito de suas atribuições] Nesta área, o analista clínico analisa os fluidos biológicos humanos ao passo que o patologista examina os tecidos através da análise microscópica de cortes histológicoseditar

Etapas do exame

A sequência de ações dentro de um laboratório onde são realizados exames laboratoriais inicia-se com a coletada material a ser analisado e termina com a emissão de um laudo diagnóstico. Na fase pré-analítica, o paciente é orientado, é realizada a coleta, a manipulação e conservação do material que posteriormente será analisado. É nesta fase onde ocorre a maioria dos erros. Logo após, serão analisados os materiais e será feito um laudo pelo profissional habilitado. A fase analítica, com os avanços tecnológicos é realizada através de aparelhos automatizados que garantem um maior percentual de acertos. [Nos laudos, os principais erros são unidades erradas, erro de digitação, não informação de interferentes no exame, etc ]Dentro deste contexto, existem diversos fatores que podem interagir com o resultado do exame, resultando em um falso-negativo ou falso positivo: medicamentos utilizados pelo paciente, sua resposta metabólicajejum, transporte do material, centrifugação, metrologia, reagentes, calibração e manutenção dos equipamentos, entre outros.

Tipos de exames:

Bioquímica do sangue – substâncias eletrolíticas

Constantes biológicas do sangue, diagnósticos dos desequilíbrios hidreletrolíticos, diagnóstico dos desequilíbrios ácidos básicos.

Bioquímica do sangue – enzimas

Fosfatase alcalina e ácida, amilase, lipase, aldolase, lactato-desidrogenase, transaminases, creatinofosfoquinase, gamaglutamitranspeptidase, isoenzimas de lactato-desidrogenase, isoenzimas de creatinofosfoquinase.

Hemograma – série vermelha

Hemácias, hemoglobina, hematócrito, valores hematimétricos, ferro sérico, transferrina e ferritina.

Hemograma – série branca

Leucócitos, leucograma., granulocitos, neutrófilos, eosinófilos e basófilos, agranulocitos: linfócitos e monócitos.

Exame de urina

  • Elementos normais, microscopia de sedimento, estudo bacteriológico, outros.
  • Exame de fezes
  • Exame macroscópico, exame microscópico, parasitos e protozoários e coprocultura.
  • Líquido cefalorraquidiano
  • Escarro
  • Líquido pleural
  • Espermograma

Dentro de um laboratório hospitalar de análises clínicas existem:

Atualmente, com o objetivo de obter respostas mais rápidas, a fim de otimizar o tempo do profissional, muitos exames estão sendo realizados por aparelhos automatizados. Este fato permite uma análise em maior escala e propicia aos clínicos uma resposta mais breve do estado fisiológico do paciente, possibilitando uma intervenção mais ágil, aumentando assim a possibilidade de salvar mais vidas humanas. Setores como a microbiologia e outros onde existem alguns exames de maior especificidade, continuam a executar suas atividades manualmente, seja por possuir uma menor rotina, ou por ainda não estarem com métodos automatizados padronizados.Os fluidos mais comuns para exame são: sangue, urina, fezes e expectoração. No entanto em ambiente hospitalar poderá ser encontrado ainda: liquido sinovial, pleural, céfalo-raquidiano, pus, entre outros. Entre os exames solicitados com maior freqüência temos: hemograma completo, bioquímica do sangue (dosagem de glicoseureiacreatininacolesterol total e fracções, triglicerídeosácido úrico, etc.), hemostasia (coagulograma), imunologia (teste imunológico de gravidez, teste luético, antiestreptolisina o, proteína c reativa, etc.), exame parasitológico de fezes, sumário de urina, culturas bacteriológicas, antibiograma, etc.

A escolha do laboratório

Com o desenvolvimento de técnicas avançadas de análises laboratoriais e dos equipamentos automatizados que facilitam a realização dos exames, destacam-se os laboratórios que focam seu trabalho não só nessas facilidades, mas sobretudo no controle de qualidade. Estes controles encarecem muito os exames, desencorajando os laboratórios que não estejam comprometidos com ambientes altamente qualificados a usá-los. Por isso, hoje não basta saber se um laboratório tem boa aparência, utiliza máquinas modernas e se apresenta com boa propaganda. Mais do que nunca, é necessário perguntar a seu médico se o laboratório tem boa reputação e se está associado a instituições comprometidas com a qualidade. A partir dessa premissa, você estará no bom caminho para acreditar nos resultados que lhe serão entregues.

O que faz um laboratório se tornar referência

Um bom laboratório conta com os mais modernos e precisos equipamentos, obrigando-se a ter um desempenho muito acima da média ou das exigências normais do mercado. Laboratórios próprios de grandes Hospitais estão abertos para o atendimento de pacientes internados e externos, em todas as especialidades médicas que necessitem de exames analíticos nas áreas de bioquímica, hematologia, hormônios, imunologia, microbiologia, parasitologia, urinálises e outros que utilizam técnicas de biologia molecular.

Condições técnicas

O conjunto de modernos equipamentos que um grande laboratório dispõe permite a análise do sangue em tubo primário (o sangue é encaminhado para análise no tubo em que foi coletado), com gel separador (que separa as células do soro, sem a necessidade de mudança de tubo) e etiqueta com código de barras (para identificar o paciente e os exames a serem realizados naquele tubo). Seus equipamentos utilizam interfaceamento (leitura da etiqueta dos exames que serão realizados e envio dos resultados para um computador sem que haja a necessidade de digitação). Todos esses cuidados agilizam a realização das análises e aumentam a confiabilidade dos resultados dos exames. Os laudos são emitidos através de um moderno programa, com assinatura eletrônica protegida por senhas que impedem seu manuseio por pessoas não-habilitadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *