FÁTIMA – BAHIA: PREFEITO SORRIA PODE SER INVESTIGADO POR COMPRA DE DIPLOMA DE MÉRITO COM RECURSO PÚBLICO

Após uma denuncia no Fantástico programa da rede Globo neste domingo (5) Onde mostrou a facilidade de se conseguir um título de melhor do Brasil E o prefeito Manoel Missias Vieira, o Sorria está entre os envolvidos.

A decisão foi tomada nesta segunda-feira pelo presidente do TCM conselheiro Francisco de Souza Andrade Neto. A empresa responsável,União Brasileira de Divulgação conhecida como UBD, onde procuram políticos de todo Brasil para fazer o diploma e medalhas de melhor gestor em troca de uma certa quantia em dinheiro. Sendo que alguns recusam a proposta.

FÁTIMA – BAHIA:

*MAIS UM DESTAQUE: PELA 4ª VEZ O PREFEITO SORRIA RECEBE O PRÊMIO ENTRE OS MELHORES GESTORES*

Acontece hoje no Recife-PE, a solenidade de premiação dos gestores do Norte-Nordeste que se destacaram nos primeiros 180 dias de 2018, dentre os destaques figura o nome do Prefeito Sorria.

A gestão, avaliada nos critérios de Assistência Social, Educação, Saúde, Infraestrutura, Transparência Pública e Responsabilidade Fiscal pela UBD, foi escolhida como a 53ª, numa avaliação feita nos 2223 municípios das referidas regiões, inclusive capitais e regiões metropolitanas.

Esse é o 4° prêmio do Prefeito Sorria nos 18 primeiros meses de administração. No ano passado também, nos 180 dias iniciais recebeu essa mesma honraria pela UBD, melhorando ainda mais o desempenho neste ano. Já recebeu também duas premiações pelo Instituto Tiradentes.

INFORMAÇÕES DA Prefeitura de Fátima E Assessoria de Comunicação (ASCOM)

De acordo com o TCM
Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia vai lavrar Termos de Ocorrência para apurar a compra de diplomas e medalhas, por parte de prefeitos e vereadores – que são vendidos por empresários espertalhões, a título de honraria, por suposto destaque na administração municipal ou desempenho nas câmaras em cidades do interior do Brasil. O TCM vai instaurar processo para que prefeitos e presidentes de câmaras municipais devolvam aos cofres públicos os recursos gastos com a taxa de inscrição para a “cerimônia de entrega da honraria”, assim como os valores gastos de recursos públicos com diárias, hospedagem e transporte para o local do evento.

A decisão de instaurar a investigação para punir os gestores públicos baianos envolvidos foi tomada nesta segunda-feira (06/08) pelo presidente do TCM, conselheiro Francisco de Souza Andrade Netto, após reportagem exibida pela Rede Globo de Televisão, no programa “Fantástico”, no último domingo, denunciando a verdadeira indústria de venda de homenagens que existe no país que atrai – e em alguns casos ilude – gestores públicos de municípios de todo o país. A reportagem comprovou a venda de “diploma de mérito e medalha” ao mostrar um jumento – que foi identificado como administrador municipal – sendo homenageado como um dos “Cem melhores prefeitos do país”.

Numa apuração preliminar feita pelo TCM, 26 prefeituras e 30 câmaras municipais baianas pagaram pelas distinções negociadas pelas empresas “União Brasileira de Divulgação – UBD” e “Instituto Tiradentes”, nos anos de 2017 e 2018. Os diplomas e medalhas custaram um total R$92.983,00.
O “Instituto Tiradentes” foi mais ativo, arrecadou R$80.833,00 nos municípios – 13 prefeituras em 2017 e 26 câmaras no mesmo ano. Em 2018 vendeu prêmios para 12 prefeituras e 10 câmaras. Já o UBD teve como clientes oito prefeitos em 2017 e dois prefeitos em 2018. E ganhou R$12.150,00.
Fátima como eu vejo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *